Definição do conceito de Avaliação do Desempenho

30 abril 2014, quarta-feira . Avaliação do Desempenho

A avaliação e o julgamento

“A avaliação, o julgamento de outrém, historicamente é tão antigo como a interdependência entre os Homens” (Lemaître, 1983, in Lima Santos, 1991: 8). No contexto laboral esta premência é ainda maior, dado que, neste particular, a avaliação se constitui “como uma necessidade económica, um factor de exigência da racionalização na organização do trabalho e um elemento de mudança e de progresso profissional” (Lemoine, 1987, in Lima Santos, 1991: 19).

Comportamento na tarefa

Sendo o trabalho desenvolvido de forma gregária, com outros, para outros e/ou sob a supervisão de outros, esta noção de avaliação ou julgamento estará intrinsecamente relacionada com a própria actividade humana, enquanto comportamento. Este comportamento, se orientado para uma tarefa, configura a noção de desempenho: “um comportamento observado ou desejado de um indivíduo ou grupo no desenvolvimento de uma tarefa” (Toledo & Milioni, 1986: 36).

Supervisor enquanto avaliador

Então, se o desempenho consiste na observação por outros de um comportamento orientado para uma tarefa, a avaliação do desempenho poderá consistir no julgamento do comportamento observado. O que pode ser colocado em causa é a eficácia organizacional desse julgamento: “As dificuldades em avaliar o desempenho não estão, então, na capacidade para fazer julgamentos sobre o desempenho, mas sim nas consequências práticas que a emissão desses julgamentos pode ter sobre o funcionamento e a competitividade nas organizações. A emissão de julgamentos para ser realmente eficaz, terá de se inserir num processo de validação ou legitimação social que envolva a negociação entre avaliadores e avaliados” (Caetano, 1997: V).

Ora, se a legitimação social implica a criação e observância de regras processuais, a avaliação do desempenho será um processo sistemático pelo qual as organizações avaliam os resultados do trabalho e os comportamentos dos seus colaboradores, em função dos cargos que ocupam (Lima Santos, 1991). 

Regressar aos posts »